Como abrir uma transportadora sem frota?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Abrir uma transportadora sem frota é seguir uma tendência globalizada. Em diversos países cuja carga tributária é mais leve que o Brasil, empresários e empreendedores estão seguindo esse caminho. Neste caso, os ganhos são muitos, pois traz vantagens como diluição de custos, disponibilidade de veículos e maior capacidade para emergências. Se você fosse abrir uma empresa de transportes tradicional, o que você faria primeiro?

Compraria caminhões e montar sua frota própria, correto? Entretanto, você é uma pessoa antenada e sabe que quanto custa manter um caminhão, não é mesmo? Além disso, é necessário fazer a captação de clientes, criação da marca, registrar a empresa… é muita coisa.

Antes de mais nada, você pode pesquisar e testar o que existe de informação gratuita. Na internet encontramos materiais para todos os setores. Mas aqui nesse conteúdo vamos mostrar um caminho de sites, conteúdos, ferramentas e plataformas que vão te ajudar a começar o seu projeto.

Como iniciar uma pequena transportadora?

O mercado de transportes sem carga é promissor, mas antes de pensar em abrir uma empresa de serviço de transportes é necessário entender os conceitos básicos do empreendedorismo para não sofrer no dia a dia. Não basta entregar as cargas no tempo certo, além disso você tem que entender todo o processo e fazer isso de uma forma lucrativa. 

 

O nosso objetivo, neste artigo, é direcionar o leitor para os locais que abordam o conceito de forma mais profunda, pois o assunto é muito extenso e é necessário conhecimentos vários áreas. Em uma ordem não necessariamente cronológica você deve:

  1. Fazer um plano mínimo de negócios. Pode ser algo simples para apenas organizar as ideias e calcular o seu preço de venda. O  SEBRAE conta uma ferramenta virtual que vai te auxiliar na formatação do seu plano, para acessar a ferramenta clique no link: Assistente Virtual Sebrae

 

  1. Procure um bom contador para te auxiliar na abertura do CNPJ. O contador irá te orientar para que tudo seja feito dentro da lei e não gere problemas no futuro. Atualmente existem várias opções de contabilidade online, é uma modalidade mais barata, que pode ser mais viável para quem está começando.

 

A Contabilizei tem planos a partir de R$ 89,90 por mês, atende mais de 50 cidades e tem mais de 20 mil clientes: https://www.contabilizei.com.br

 

  1. Tenha um controle financeiro. A ferramenta não importa, desde que seja efetivo. De forma geral existem 4 formas de controlar o financeiro:
  • No “caderninho”;
  • Com planilhas;
  • Sistemas financeiros;
  • Sistemas logísticos completos. 

 

Se você gosta de planilhas (não tem nada errado nisso) você mesmo pode formatar uma planilha, ou pode comprar planilhas prontas para lidar com a área financeira. No Guia do Excel você encontra diversos modelos de planilhas prontas, inclusive financeiras: www.guiadoexcel.com.br

 

Caso você seja mais avançado e busca automatização, o SMO TMS é uma ferramenta completa de gestão para sua transportadora, que possui um módulo financeiro excelente: Sistema TMS Transporte e Logística

 

  1. Desenhe os processos da operação: pedido, coleta e entrega 

 

  1. Defina quais vão ser as ferramentas necessárias para o processo, exemplo: A emissão de CTe é obrigatório, portanto você vai precisar de um emissor. 

 

A M&O Sistemas conta com a  solução SMO CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) tem total conformidade com a legislação, e possibilita a geração e o envio eletrônico de documentos de transporte de forma ágil e segura, além de permitir a gestão completa dos processos relacionados ao transporte de cargas. O SMO CT-e é uma ferramenta 100% web oferecida no modelo de serviço, ou seja, não requer instalação e nem investimento em infraestrutura por parte do cliente.

 

  1. Comece a operar, e vá ajustando o processo conforme o aprendizado. 

 

Não existe muito segredo, o que existe é “fazer”, aprender com os erros e fazer novamente até que o processo seja eficiente e lucrativo. 

 

Ferramenta para o cálculo de frete

Voltamos aos conceitos básicos do empreendedorismo: lucratividade. Antes de continuarmos, vale a pena olhar o seguinte vídeo sobre lucratividade: Lucratividade e Rentabilidade

 

Logo, um fator decisivo para ter um transportadora sem frota é saber calcular o valor correto do frete final. Esse cálculo pode ser muito complexo devido a grande quantidade de variáveis, o que torna necessário o uso de um sistema. 

 

A M&O Sistemas conta com a solução SMO TMS, através dessa ferramenta você pode cadastrar as tabelas em diversos modelos comerciais, possibilitando uma total flexibilidade na configuração dessas tabelas, com a confiabilidade de cálculos exatos dos valores de frete: https://www.mosistemas.com/smo-tms/ 

 

Ferramentas para empresas de transporte de cargas

Assim como as plataformas de cotação de frete online, existem também ferramentas para que o embarcador possa encontrar facilmente transportadores autônomos. Neste caso, o embarcador cadastra seu frete, e a plataforma se encarregará de disponibilizar propostas aos transportadores mais viáveis para efetuar o transporte.

Este tipo de plataforma também é útil para transportadoras sem caminhão, ajuda com o frete de retorno, já que possibilita que os caminhões não voltem vazios para seus pontos de partida. Além disso, este recurso também é muito indicado para transportadoras que desejam terceirizar seus serviços.

Aí surgem as perguntas, eu ainda não tenho carga, como vou captar motoristas autônomos? E como saberei se o veículo dele atende as minhas necessidades?

Calma, ferramentas integradas a aplicativos, possuem recurso de fazer um “anúncio”,  onde os motoristas se candidatam ao projeto e você poderá fazer uma seleção, de acordo com os perfis.

Algumas resolvem muitas dores como o rastreamento do motorista terceirizado, caso ele não tenha o dispositivo, permitem gerenciar a base cadastrada e ainda captar profissionais com outros tipos veículos que não estão na equipe criada por você.

Plataforma, equipe de motorista agregados, gerenciamento, o que mais  a sua transportadora sem frota precisa?

Captar clientes e definir o seu público alvo:

  • Indústria
  • e-commerce
  • Varejo
  • Distribuidores

Investir em relacionamento é essencial para garantir a satisfação do público, e, por consequência, ser escolhido em um segundo momento para a prestação de serviços. Além dos requisitos básicos, como ter uma tabela de preços competitiva e cumprir os prazos firmados em contrato, a sua transportadora deve oferecer extras que vão atrair e fidelizar os clientes.

Descontos progressivos, serviços personalizados, lembre-se de que o cliente gosta de se sentir importante, e por isso é papel da sua transportadora superar as suas expectativas.

Tendo uma cartela de clientes fidelizada, automaticamente você também ganha pontos no quesito prospecção. Isso porque cliente satisfeito e com relacionamento próximo é um propagador da sua empresa, e com certeza vai indicar a sua transportadora a parceiros, pois confia no serviço prestado.

Mensure os seus resultados. Dessa forma, como poderá saber se a sua estratégia de terceirização está sendo eficiente e o que pode melhorar. Os custos de cada viagem devem ser lançados em uma planilha ou software de controle financeiro para permitir uma avaliação do quanto está sendo empregado em cada serviço.

Com esse controle é possível distinguir melhor os custos dos lucros e observar as vantagens financeiras que a terceirização de frotas e caminhoneiros autônomos está proporcionando para a empresa. Além disso, os pontos a serem melhorados nesses processos podem ser identificados.

 

Quer mais dicas? Acompanhe nosso Blog!

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *