Fulfilment: a prioridade do lojista online.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Um conceito mais praticado nos Estados Unidos, mas que aos poucos está se tornando popular entre os lojistas online brasileiros, o fulfillment engloba os cinco processos operacionais de um E-commerce: 

  1. Estoque;
  2. Separação (Picking);
  3. Embalagem (Packing);
  4. Transporte;
  5. Pós-entrega.

O princípio do fulfillment é pensar em todas as etapas para melhorar a experiência de compra do cliente, desta forma, exige uma atuação integrada de diversas áreas da empresa para uma alta performance.  

Se bem executado pode melhorar a pontualidade de entrega, evitar problemas de extravio ou avarias e diminuir custos de estocagem, manuseio, preparação e transporte. 

1. Estoque: tudo começa no armazenamento…

“Se guardar errado, vai ser difícil de achar” o simples fato de procurar mercadoria no estoque pode atrasar todo o processo final, a fase inicial do fulfillment começa no recebimento. 

Em um mundo ideal, todo o estoque recebido deveria ser cadastrado em um check in automatizado onde todos os produtos passam pelo check de um coletor integrado com um sistema, tornando fácil a localização do estoque. 

2. Separação: onde foi que eu deixei? 

Se a primeira etapa foi bem feita, encontrar as mercadorias não será uma grande dificuldade. Trabalhe sempre para que o seu sistema de organização de estoque seja claro e muito fácil de se orientar, você pode criar “ruas” e setorizar os espaços, para que tudo seja mapeado e fácil de encontrar. 

3. Embalagem: a embalagem vai fora, mas a experiência fica! 

Agora é a hora de proteger o seu produto e ser caprichoso para apresentá-lo da melhor maneira possível. Embora, a grande maioria das pessoas joguem a embalagem fora, ela diz muito sobre a qualidade do produto e como a empresa se preocupa com o cliente, esse processo tem um impacto direto na experiência de compra. 

4.Transporte: o vilão ou a surpresa da história.

A demora na entrega, o extravio ou avaria da mercadoria, podem acabar com a experiência de compra do usuário, assim como receber a mercadoria antes do esperado pode ter um efeito surpresa muito positivo. 

Essa etapa costuma ser um dos principais influenciadores na hora da compra, pois em muitos casos o frete alto inviabiliza a compra do produto. Esse é um assunto tão complexo que escrever um artigo exclusivo para tentar diminuir os custos dos fretes: https://www.mosistemas.com/e-commerce-tendencias-do-mercado-para-diminuir-os-custos-com-frete/

5. Pós-entrega: deu tudo certo? 

Depois da venda, é sempre importante coletar o feedback do consumidor, sempre com a intenção de identificar problemas e melhorias. Dependendo do seu volume de vendas, você pode fazer um trabalho automatizado com automações de e-mails ou mensagens de WhatsApp, combinado com uma amostragem de ligações pessoais.

Terceirização de Fulfilment

Existem algumas empresas que terceirizam o processo e podem aumentar a eficiência da loja digital. 

O caso mais famoso é da própria Amazon: Fulfillment by Amazon (FBA),  é um programa que centraliza os produtos de lojistas parceiros nos centros de armazenamento do marketplace. Com esse serviço de fulfillment, além de guardar as mercadorias, a Amazon se responsabiliza pelas etapas de empacotamento e despacho/envio dos itens aos consumidores finais.

No Brasil, já existem algumas empresas que oferecem serviços semelhantes:

  • Correios Log
  • DHL e-Fulfillment
  • Direct Log Fulfillment

O Mercado Livre, assim como a Amazon, também tem seu próprio sistema de Fulfillment, o Mercado Full.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *